Imprimir  Fechar Janela
Autor: LOURENÇO FILHO, Manoel Bergström.
Titulo: A pedagogia de Rui Barbosa.
Publicação: Coleção Lourenço Filho, Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais,  n. 2, p. 7-164   2001.

Resumo: Cronologia da produção e da publicação dos ensaios desta obra. Na 1ª edição deste livro, datada de abril de 1954, foram reunidos cinco ensaios sobre a pedagogia de Rui Barbosa, com o total de 130 páginas. A 2ª edição, datada de janeiro de 1956, conservou a estrutura, o índice, a paginação e o prefácio, com data de junho de 1952, em ambas. Nas duas edições, o livro é o volume nº 34 da Biblioteca de Educação, organizada por Lourenço Filho em 1926, nas Edições Melhoramentos, a primei-ra coleção de textos de divulgação pedagógica criada no País. Na folha de rosto da lª edição, indica-se que autor, M. B. Lourenço Filho, é Professor da Universidade do Brasil, qualificação ampliada na 2a edição para Da Universidade do Brasil; da Academia Paulista de Letras. Na 2ª edição, a orelha da capa transcreve trechos de resenhas publicadas sobre A pedagogia de Rui Barbosa, em jornais do Rio e de São Paulo, assinadas por Almeida Magalhães, Aires da Mata Machado e Mozart Monteiro. No Prefácio de junho de 1952, informa Lourenço Filho que os cinco ensaios, que nesse livro se reúnem, foram redigidos em épocas diversas, para atender a solicitações também diversas, mas que todos obedecem a uma preocupação central: "Os fundamentos pedagógicos, que tão lucidamente expôs, e as medidas de reforma, que corajosamente indicou, figuram como indispensáveis elementos à interpretação do conjunto de sua obra e, em particular, à compreensão de certas mudanças observadas em suas [de Rui Barbosa] tendências políticas". A cronologia da produção dos ensaios dessa obra não é a da seqüência de sua apresentação no livro. O ensaio mais antigo é o do capítulo II, conferência realizada em 18 de feverei-ro de 1943 na Casa de Rui Barbosa, promovida pela Associação Brasileira de Educação (ABE). Com o título "A margem dos 'pareceres' de Rui sobre o ensino", foi primeiro publi-cado no volume II, Conferências (Publicações da Casa de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Im-prensa Nacional, 1945, p. 69-96), do qual foram tiradas separatas. A conferência foi reali-zada para marcar o lançamento, em 1942, do primeiro volume impresso das Obras comple-tas de Rui Barbosa, pela Imprensa Nacional, que foi o t. I, do v. IX, referente ao ano de 1882, Parecer sobre a reforma de Ensino Secundário e Superior. Segue-se o ensaio do capítulo III, prefácio escrito, em agosto de 1945, para a reedição de Lições de coisas, na coleção das Obras completas de Rui Barbosa (v. XIII, 1886, t.I, p. vii-xxxiii. Ministério da Educação e Saúde. Rio de Janeiro: Of. Gráf. da Editora "A Noite". 1950. 573 p. + xxxvi). O ensaio do capítulo 1, 'A pedagogia de Rui", foi escrito e apresentado no Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro, em conferência realizada a 29 de novembro de 1949, no curso de extensão universitária, sobre a vida e a obra de Rui. É um estudo abrangente; examina o homem e o tempo; os escritos pedagógicos, produzidos em um lustro, de 1881 a 1886; examina as bases filosóficas e as idéias sociais; e enfim, os princípios de organização e a metodologia que Rui criou em seus escritos pedagógicos, ou em sua pedagogia. Completam o livro dois capítulos ricos em sugestões para estudo da obra pedagógica de Rui: o capítulo IV, "Roteiro para o estudo da obra", apresenta a cronologia dos escritos pedagógicos. Faz remissões a outros escritos de Rui, nos quais idéias filosóficas ou sociais são examinadas ou reexaminados em plataformas políticas ou em orações acadêmicas, ou em artigos na imprensa. Também são apontados a preferência concedida às questões do ensino do desenho e o fato de estar já concluída a publicação das Obras completas, o que permite a escolha de roteiros especiais de vária natureza. No interesse de sugerir linhas especiais de pesquisa, o capítulo V, "Ementário pedagógico de Rui", é, sem caráter exaustivo, uma súmula dos pensamentos dominantes em sua obra, quanto à filosofia e à política educacional, à sociologia, psicologia e biologia da educação, à organizada e administração escolar, e, enfim, à metodologia do ensino. A 3a edição, revista e ampliada, deste livro saiu em fevereiro de 1966, dez anos após a 2a; situou-se como o volume IV das Obras completas de Lourenço Filho. A principal ampliação é o novo ensaio, agora incluído como capítulo V, 'As fontes dos pareceres". Diz o autor: "Estudo completo das fontes dos pareceres exigirá (...) espaço muito maior que o deste ensaio. É de crer, porém, que as notas aqui reunidas não sejam inúteis aos que apenas desejem uma visão geral da matéria". O capítulo V da edição anterior torna-se agora o capítulo VI desta, sob o título "Súmula das idéias pedagógicas de Rui". Foram incluídos o "Índice de assuntos" e o "Índice de nomes", que amplia a tábua de nomes da edição anterior. Todo o texto da 3ª edição, com 196 páginas, foi revisto e modificado pelo autor, como ilustra a página reproduzida com alterações manuscritas de Lourenço Filho.



Fechar Janela